sexta-feira, 17 de novembro de 2017

FAMILIARES DE MILITARES ASSASSINADOS PARABENIZAM O GOVERNADOR FLÁVIO DINO POR UM ANO DE UM CRIME NÃO ELUCIDADO


                                  

Familiares dos militares Cabo Júlio César e Soldado Alberto Constantino, assassinados no dia 17 de novembro de 2016 na cidade de Buriticupu-MA, parabenizam o governo Flávio Dino, por um ano do assassinato dos militares sem que a polícia que ele comanda elucide o crime.

No assassinato dos militares segundo levantamentos investigativos feitos pelo Departamento de Jornalismo SJNOTÍCIASMA, estariam envolvidos militares, empresário madeireiro e políticos ligados ao governo do Maranhão.

Segundo Mister X morador da região de Buriticupu-MA, os militares antes de serem executados pelos colegas de fardas, teriam passados por uma sessão de torturas, tendo suas mãos, braços e pernas quebradas. 
                          
                                                      MISTER X

Disse que a execução dos militares foi feita pelos PMs, com instinto de crueldade usando armas da própria Polícia Militar, que após a execução, os corpos teriam sido enterrados no terreno de uma fazenda pertencente a um ex-vereador onde os corpos até hoje estão ocultados.

Diante da selvageria do assassinato dos policiais a Polícia Civil do Maranhão, não conseguiu elucidar o crime, PMs presos em junho de 2017 pela polícia que estariam envolvidos na trama foram soltos, um deles o Tenente Josuel, ainda foi vergonhosamente promovido pelo governador Flávio Dino.

                            Resultado de imagem para major QUEIROZ FOTOS EM BURITICUPU-MA
                             SD Gladistone/Tenente Josué e SD Viana supostos executores
                                     
    Major Queiroz foi citado no depoimento da testemunha Dal, como suspeito do assassinato
                                                       dos militares
                                           Resultado de imagem para fotos do tenente josuel
               TENENTE JOSUEL FOI PROMOVIDO PELO GOVERNO DO ESTADO

                          

A nossa reportagem logo que sobe que os militares foram soltos, foi até o tribunal de justiça onde conversou em off com o assessor de um desembargador.  Questionamos o que motivou a justiça  conceder Habeas Corpus aos acusados. Em resposta o assessor do magistrado falou que a justiça soltou porque a lei mandou.
.
Disse que depois de uma minuciosa análise judicial no inquérito enviado pela Polícia Civil a justiça, foi constatadas falhas processuais em um inquérito mau feito, cheios de erros, sem provas contundentes que pudessem incriminar os acusados, restando ao magistrado, conceder dentro da lei  aos supostos envolvidos, o Habeas Corpus impetrado pela defesa dos acusados.

Os familiares dos policiais assassinados, tem feito de tudo para que esse crime seja elucidado, mas até o momento não obtiveram nenhum resposta. "Já fizemos de tudo, procuramos a imprensa que tem nos ajudado a divulgar com matérias referentes ao caso, procuramos a OAB através da Comissão de Direitos Humanos, os deputados que até agora nada fizeram, nunca nos deram retorno. A polícia Civil do Maranhão não nos recebe. enfatizou a família das vítimas

                      

A nossa esperança está em Deus e na carta enviada ao Ministro do STJ, pedindo a ele que a Polícia Federal entre no caso e que o processo saia da Justiça Militar e  passe a tramitar na Justiça Comum.

"Não confiamos mais na Polícia Civil do Maranhão, pois se eles quisessem realmente elucidar esse emblemático caso, já teriam elucidado.  A impressão que dá é que a polícia sabe de tudo, mas não faz nada, por cumprimento de ordem superior". 

Sabemos que além do envolvimento de praças, oficiais e um coronel da PMMA no assassinato dos militares, exite também rumores da participação de empresário e políticos aliados ao governo do Estado, o que torna difícil a elucidação desse duplo assassinato. Afirma a família!

A Polícia Civil do Maranhão empurrou as investigações com a  barriga, o coronel Pereira comandante geral da PMMA cruzou os braços, o governador, fez vistas grossas deu as costas e lavou as mãos. A nossa única esperança está em Deus e na Polícia Federal. Disse a família.

Os Familiares dos militares assassinados, por perderem a confiança na Policia Civil do Maranhão e no governo do Estado, estão tentando junto ao Superior Tribunal de Justiça(STJ), a federalização do caso para que a Polícia Federal assuma as investigações  do crime.

Porque os militares foram mortos e enterrados em um carro? Quem são os militares, o político, o coronel e o empresário madeireiro envolvidos na suposta trama? quem é o grande político do Maranhão que está dando proteção aos envolvidos? O que motivou o juiz da comarca a decretar segredo de justiça na elucidação do caso? Porque a polícia Civil do Maranhão silenciou sobre este crime? Porque esse crime corre na justiça militar e não na justiça comum? Até quando a verdade dos fatos vão ficar no anonimato?. São essas e outras perguntas que os jornalistas investigativos que estiveram na cidade de Buriticupu procuraram saber e não acharam nenhuma resposta. O quê? E quem está por traz desta trama?

Diante dos fatos em tela, só resta parabenizar o governador Flávio Dino por um ano de vistas grossas, por ter empurrado com a barriga, ter lavado as mãos e não ter a competência de exigir da polícia a qual ele comanda a elucidação do assassinato dos militares.



Veja aqui carta aberta dos Familiares  dos militares assassinados ao Ministro do STJ



lLM° Senhor Presidente do Superior Tribunal de Justiça

SENHOR PRESIDENTE


Viemos da melhor forma, trazer ao conhecimento de Vossa Excelência, denúncia relativa ao assassinato de policiais militares, com ocultação de cadáveres na cidade de Buriticupu-MA, no dia 17 de novembro de 2016. Passado 01 ano, a Polícia Civil do Maranhão não conseguiu elucidar o caso, limitando-se apenas informar a nós familiares que temos que aguardar em casa, que o caso está sob segredo de justiça e que eles não trabalham sobre pressão.

Acontece Excelência que temos percebido o descaso, inoperância e incompetência da Polícia Civil em relação a elucidação do assassinato dos militares, onde aparecem como suspeitos oficiais, praças da PM, delegado empresário madeireiro e políticos da região. Sendo que no dia 01 de junho desse ano, foram presos três militares suspeitos mas até agora nada foi feito. Por não ter provas suficientes para incrimina-los foram postos em liberdade.

Um Major PMM que seria o homem que comandava os esquemas ilícitos juntamente com outros militares daquela região, ainda não tiveram pedidos de prisão decretada. O Tenente Josuel, suspeito de participar do assassinato dos militares, foi solto pela justiça por insuficiência de provas, devido a um inquérito mau feito, cheio de falhas e sem provas contundentes, pra completar o Tenente ainda foi promovido pelo Governo do Estado a pedido do Comandante Geral da PMMA.

O mais estranho de tudo Excelência, é o desaparecimento da única testemunha do caso, conhecido como Dal, que trabalhava como uma espécie de informante para os militares na cidade. Essa testemunha desapareceu logo após prestar depoimento na delegacia da cidade de Buriticupu-MA, sem que ninguém até hoje saiba o seu paradeiro.

No depoimento senhor presidente, a testemunha declinou os nomes dos envolvidos no desaparecimento dos policiais, que segundo informações extra oficiais, os PMs teriam sido mortos e seus corpos enterrados dentro de um carro no enorme buraco, que além do envolvimento dos militares como executores, teve a participação de político e um empresário madeireiro da região, que são acobertados por um grande político do Estado, que tem obstruído o trabalho da polícia na elucidação do caso.  Essas  informações nos deixaram tristes e sem esperança para solução do caso.

Diante da inoperância, incompetência da Polícia Civil do Maranhão e do descaso do Governo do Estado, que mesmo ouvindo o nosso clamor, não se sensibilizou e nem cobrou da polícia mais rigor nas investigações para elucidação desse misterioso crime que trata do assassinato dos militares com ocultação de cadáveres, viemos humildemente suplicar a Vossa Excelência:

01-Que a corte suprema do Superior Tribunal de Justiça se  digne a determinar a federalização desse crime para que a Polícia Federal, assuma as investigações desse emblemático caso do assassinato  dos Militares aqui em Buriticupu-MA.

02-Determine o afastamento da Justiça Militar, para que o processo passe a tramitar na Justiça  Comum.


Certos que Vossa Excelência irá se sensibilizar com o sofrimento das mães, filhos e esposas desses militares de já agradecemos.


OS FAMILIARES

Josefa Freire da luz Pereira
Mãe
Raimundo Nonato da Luz Pereira
Irmão
Paulo César da Luz Pereira
Irmão
Ana Claúdia Bezerra dos Reis
Ex-mulher e mãe de dois dos filhos do militar
Paulo Freire da Luz
Tio
Gilberto Constantino/Irmão
Antonio Santos Pereira
Pai
Joana Constantino sousa
Mãe do Soldado Alberto

Buriticupu   30 de outubro de 2017





                  
                                      
                                       Operações jornalísticas Investigativas Especiais
                                                                          OJIE




                                                              Por: Stenio Johnny
                                                   Radialista/Repórter Investigativos
                                                              RI/RPJ-MA0001541

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

SECRETÁRIO JEFFERSON PORTELA PARTICIPA DE REUNIÃO DO CONSESP NO RIO DE JANEIRO


                 Secretário Jefferson Portela participa de reunião do Consesp no Rio de Janeiro


O Secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, participou na tarde da segunda feira (13), da reunião com o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, com o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes e com 19 Secretários de Segurança do Brasil. O encontro foi realizado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na cidade do Rio de Janeiro.
 Portela participou também da reunião, na condição de presidente do Colégio Nacional de Secretários Estaduais de Segurança Pública (Consesp). Em pauta, foram apresentados pelos gestores da pasta da segurança pública à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) 12 propostas nas áreas de legislação orçamento e estrutura institucional, destaque para os sinais de comunicação móvel de telefonia dentro dos presídios, a criação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública, além da criação do Sistema único de Segurança Pública.
O apoio do Planalto às mudanças nas leis de segurança pública já havia sido anunciado em agosto pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen. Na ocasião cerca de 20 temas foram estudados para virar alvo de modificação. A reunião visa buscar a desburocratização e firmar as ações realizadas desde o Plano Nacional de Segurança, anunciado no início deste ano.
O Secretário Jefferson Portela, acredita que com essas propostas e com as ações do Plano de Segurança de Segurança, pretende-se desestabilizar as condições econômicas do crime organizado


Secretaria de Segurança Pública
Por Anselmo Oliveira – Ascom SSP/MA

POLÍCIA FEDERAL REALIZA OPERAÇÃO E BOTA INTEGRANTES DO GOVERNO COMUNISTA PRA GUARNECÊ

                
                               
O governo comunista que pregava a honestidade, transparência e mudança caiu na vala da corrupção, com mais de 18 milhões de desvio de dinheiro destinado a saúde no Maranhão diz a Polícia Federal.

O governador Flávio Dino ainda tem a cara de pau de atribuir a culpa ao governo Roseana Sarney, sendo que as investigações feitas pela PF estão relacionadas ao período que o comunista está no governo, ou seja de março de 2015 a 2018.

Alguém já perguntou ao governador se a cara dele não treme diate de tanta mentira fresca no seu governo. A  casa caiu e a festa acabou governador! A mudança virou lambança, celeiro da corrupção, da roubalheira, fruto da desonestidade de um governo corrupto, travestido de bem feitor.

             Resultado de imagem para FOTOS DE FLÁVIO DINO

                       GOVERNO PERDIDO MEIO A CORRUPÇÃO

O povo não aguenta mais, perseguição, ladroagem e bandalheira de um governo digno de ser posto em lixeiro público, para servir como exemplo aos que tentarem usar o dinheiro público para seus gastos pessoais.

Toma comunista!, esse teu balde com lama podre da corrupção em teu governo e banha os teus famigerados comunistas, aliados e alienados comunistas, que durante o teu primeiro ano de gestão meteram a mão nos cofres públicos provocando uma enorme sangria na saúde do Maranhão que se encontra em estado de coma.



A Polícia Federal diz que até sorveteria foi usada como empresa para deviar milhões da saúde no Maranhão

Flávio Dino e a sorveteria do governo
                 Que lambança governador!

Amiguinha do secretário Márcio Jerry recebia um contracheque
no valor de pouco mais de 13 mil reais por mês.
Márcio Jerry, Keilane Silva, Carlos Lula e Alanna Coelho
Amiguinhas dos secretários Jerry e Lula, na lista gorda
da corrupção no governo comunista
Flávio Dino e o médico MarianoMariano de Castro Silva, assessor especial da Rede de Assistência à Saúde da SES (Secretaria de Estado da Saúde). Amigo do governador Flávio Dino

AQUI ESTÁ  LISTA  COM ALGUNS NOMES QUE FAZEM PARTE DA CIRANDA DE RODA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FLÁVIO DINO





PRISÃO TEMPORÁRIA
1.Antônio José Matos Nogueira
2. Chisleane Gomes Marques
3. Mariano de Castro Silva
4. Luiz Marques Barbosa Júnior
5. Rosângela Aparecida da Silva Barros (Rosângela Curado)
6. Antonio Augusto Silva Aragão
7. Benedito Silva Carvalho
8. Flávia Geórgia Borges Gomes
9. Ideide Lopes de Azevedo Silva
10. Marcus Eduardo Alves Batista
11. Miguel Marconi Duailibe Gomes
12. Osias de Oliveira Santos Filho
13. Paulo Guilherme Silva Curado
14. Péricles Silva Filho
15. Waldeney Francisco Saraiva
16. Warlei Alves do Nascimento
17. Karina Mônica Braga Aguiar
BUSCA E APREENSÃO NAS RESIDÊNCIAS:
6. Antônio Augusto Silva Aragão
7. Antônio José Matos Nogueira
8. Benedito Silva Carvalho
9. Chisleane Gomes Marques
10. Flávia Georgia Borges Gomes
11. Ideide Lopes de Azevedo Silva
12. Júlio César de Oliveira Gonçalves
13. Luiz Marques Barbosa Júnior
14. Marcus Eduardo Alves Batista
15. Mariado de Castro Silva (endereço 1)
16. Mariado de Castro Silva (endereço 2)
17. Mariado de Castro Silva (endereço 3)
18. Miguel Marconi Duailibe Gomes
19. Osias de Oliveira Santos Filho
20. Paulo Guilherme Silva Curado
21. Péricles Silva Filho
22. Rosângela Aparecida da Silva Barros (Rosângela Curado – endereço 1)
23. Rosângela Aparecida da Silva Barros (Rosângela Curado – endereço 2)
24. Valdeney Francisco Saraiva
25. Warlei Alves do Nascimento


                       
                         Operações Jornalísticas Investigativas Especiais
                                                   OJIE


                                                        Por: Stenio Johnny
                                             Radialista/Repórter Investigativo
                                                        RI/RPJ 0001541



terça-feira, 14 de novembro de 2017

EXCLUSIVO! SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA DA PMMA SABIA QUE CHACAL IA SER ASSASSINADO

                               

O Departamento de Jornalismo do SJNOTÍCIASMA , recebeu na noite da segunda-feira(13) denúncia velada dando conta que o Serviço de Inteligência da PMMA, sabia que o enteado  do Cabo Josélio conhecido como Chacal ia ser assassinado. A informação teria sido passada via whtsApp ao grupo da Diretoria de Inteligência e Assuntos Estratégicos (DIAE).

Segundo as denúncias, a Polícia Militar sabendo da execução nada fez para impedir o atentado que resultou na morte de Chacal e do Cabo Josélio, que diante do tiroteio outras pessoas foram baleadas inclusive a mãe de chacal policial militar reformada e uma criança.

Diante dessas informações nós peguntamos: O que fez a PMMA deixar que o atentado acontecesse? Por que nada foi feito para interromper a ação criminosa, se na mensagem abaixo está bem claro que as vítimas estavam em um local que tinha inocentes?

Se não agiram pelo fato de Chacal ser carga torta, porque não fizeram algo para poupar as vidas de outras pessoas inclusive de um policial militar?

Essas e outras perguntam ficarão no ar.

Com a palavra o Comando Geral da PMMA



Veja aqui a mensagem enviada ao DIAE






Entenda o caso

Duplo Assassinato aconteceu na estrada Sítio Grande na Maioba na tarde do domingo(12), O Cabo Josélio PM, lotado no 9º Batalhão da PMMA vinha conduzindo o veiculo, quando foi tomado de surpresa por homens fortemente armados em dois veículos um Peugeot de placa NHA 6987 e uma Saveiro de placa OJF 8595  que dispararam contra o veiculo, sendo atingido o Cabo, o seu enteado identificado como Yuri que foram a óbito. Uma criança de 02 anos e mais duas pessoas também foram atingidas no tiroteio.







                        
                            perações Jornalísticas Investigativas Especiais
                                                           OJIE



                                                 Por: Stenio Johnny
                                         Radialista/Repórter Investigativo
                                                 RI/RPJ-MA 0001541

COMANDANTE FALA DO TRABALHO DO 9º BPMMA NO COMBATE A CRIMINALIDADE EM SÃO LUIÍS-MA


 Tenente-coronel Harlan comandante do 9ºBPMMA


A reportagem SJNOTÍCIASMA, conversou com o Tenente-coronel Harlan comandante do 9ºBPMMA localizado no bairro da Vila Palmeira em São Luís-MA, sobre o trabalho da Polícia Militar naquela área.

O comandante falou que está há seis meses a frente desse batalhão, que durante esse período tem sido realizado um grande trabalho de combate a criminalidade, onde inúmeras prisões estão sendo efetuadas, com apreensão de grande quantidade de armas, drogas, desarticulando quadrilhas que praticavam uma variedades de crimes nos bairros que estão integrados ao trabalho desse batalhão.

Ressaltou que através das operações que vem sendo feito pelo 9°BPMMA, houve uma redução significativa no números de homicídios, que eram de 14 ao mês e hoje o registro em média são de 04 homicídios ao mês, que foram realizadas apreensão de 110 armas de fogos que estavam em posse de criminosos pertencentes a facções criminosas

Disse que o bairro da Liberdade considerado um dos mais perigosos de São Luís, já chegou a atingir a marca de 150 dias sem homicídios, no bairro de Fátima também houve uma grande redução nos números de homicídios e o outras práticas criminosas. Tudo isso é fruto do trabalho incansável de oficiais e praças do 9º BPMMA, com o intuito de dar ao cidadão, paz tranquilidade e segurança. Afirmou!

                       

Falou que a Polícia Militar naquela área tem estreitado as relações de amizade com as comunidades, para isso tem acontecidos reuniões frequentes com os lideres comuntários onde o 9ºBPMMA faz visitas conversando com a população acompanhando de perto os problemas dos bairros sempre com o objetivo de solucionar os problemas relacionados com a segurança pública naquela região.

Informou que a área de atuação do 9ºBPMMA, abrange 85 bairros que corresponde a uma população de 300 mil habitantes, que apesar do efetivo ser pequeno todas ações de combate a criminalidade nessa região estão sendo feitas diariamente dando sempre prioridade as áreas onde há uma grande incidência de crimes como: Tráfico de drogas, assaltos e homicídios, realizando operações contínuas no combate ao crime nesses 85 bairros que compreendem a área do 9°BPMMA. Concluiu!



ASSISTA AQUI A ENTREVISTA



                               
                                Operações Jornalísticas Investigativas Especiais
                                                              OJIE



                                                         Por: Stenio Johnny
                                                Radialista/Repórter Investigativo
                                                         RI/RPJ-MA 0001541

GOVERNADOR FLÁVIO DINO USA AERONAVE DO CTA PARA CONSOLIDAR ALIANÇA POLÍTICA COM GASTÃO VIEIRA NO INTERIOR DO ESTADO


                                       Flávio Dino e Gastão Vieira chegando em Anapurus

O governador Flávio Dino está usando a aeronave do Centro Tático Aéreo(CTA), para campanha política. No final da semana passada o show pirotécnico do Governador foi em Anapurus, onde o chefe de Estado aterrizou naquele município ao lado de Gastão Vieira ex-aliado do grupo Sarney, atualmente aliado do governo comunista.

Enquanto Flávio Dino fica em campanha pra cima e pra baixo na aeronave do CTA, pacientes morrem no interior por fata de socorro médico e de uma aeronave para transporta-los, para tratamento médico em São Luís, assim como várias ações policiais em aéreas intrafegáveis não são realizadas por falta de uma aeronave do CTA.

Flávio Dino faz de tudo pra chamar a atenção da população, uma maneira de dizer: Quero ser reeleito com o seu voto em 2018, mas parece que a população não vê com bons olhos a sua reeleição.

                          
                                              ANDANDO DE BICICLETA
                             
                            CHUPANDO SORVETE E COMENDO CACHORRO QUENTE
                                 
                               

Na praia com o povo, só falta assobiar e chupar cana pra chamar atenção do eleitor maranhense que canta para o governador aquela canção. TÔ NEM AI, TÔ NEM AI

Esse governo que tudo rebatia na gestão passada faz igual ou pior. Dino perdeu a noção do que faz , do que diz e do que pensa. Não Sabe se governa ou faz campanha para a sua reeleição e ao que parece o governador está mais preocupado é com os acordos políticos, com as  lideranças partidárias e aliados governistas no sentido de montar estratégia para a sua vitória nas eleições 2018.

Enquanto isso haja viagens na aeronave do CTA, para chamar a atenção da população do interior do estado, só falta o governador mandar  colocar na fuselagem do helicóptero do CTA o símbolo do PC do B, partido que ele ama mais do que seu próprio Estado








Operações Jornalísticas Investigativas Especiais
                                                                     OJIE




Por: Stenio Johnny
Radialista/Repórter Investigativo
RI/RPJ-MA 0001541

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

CNJ Serviço: O que é a pena de disponibilidade para juízes?


               Disponibilidade para juiz é a segunda sanção mais grave prevista na Lei Orgânica da Magistratura. Arquivo CNJ
                Receber salário de juiz sem trabalhar. O cidadão pode perguntar-se: por que alguém gostaria                                     de mudar tal situação?


A disponibilidade, que afasta o magistrado da função com vencimentos proporcionais, impõe outros efeitos. É a segunda sanção mais grave prevista na Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Loman), abaixo da aposentadoria compulsória com proventos proporcionais ao tempo de serviço.
Após dois anos de exercício, o juiz torna-se vitalício e perde o posto apenas por sentença transitada em julgado. Já a pena de disponibilidade pode ser aplicada pelo tribunal onde o juiz atua, por dois terços dos membros efetivos, ou pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Enquanto corre a punição, o magistrado ganha provento proporcional ao tempo de serviço. Fica vedado a ele exercer outras funções, como advocacia ou cargo público, salvo um de magistério superior.
O tempo afastado conta apenas para aposentadoria, o que pode adiar o direito a licenças e o avanço na carreira.
 Metade das promoções da magistratura, em regra, se dá por antiguidade. E mesmo nas demais, por merecimento, pesa o tempo em exercício. O prazo define, por exemplo, se um juiz será alçado ao 2º grau ou poderá escolher a região onde atuar. 
Só após dois anos afastado o juiz pode solicitar seu retorno ao trabalho. O prazo, por si, não garante o retorno. Cabe ao tribunal julgar o pleito. Para manter a pena, é preciso indicar razão plausível, como quadro funcional ou conduta profissional, diversa da que levou à sanção. O órgão pode aplicar exame de capacidade técnica e jurídica ao decidir o regresso.
Um argumento para manter o réu afastado é dar condições para dedicar-se à defesa. O tribunal, porém, deve seguir princípios como o da razoabilidade: a depender do quanto dura, o afastamento torna-se mais severo do que a aposentadoria, por manter deveres funcionais. A Constituição Federal também veda punição perpétua.
De caráter punitivo, a disponibilidade dos juízes difere da dos demais servidores. O afastamento regido pela Lei 8112/90 protege o servidor estável em caso de extinção do cargo — por extinção ou reorganização do órgão — e se a vaga que o servidor reintegrado ocupava tiver sido extinta ou ocupada, caso em que o novo nomeado deixa o posto.
No caso de juízes, a disponibilidade não gera vacância. Do contrário, a titularidade do cargo poderia ser passada a outro candidato e o afastado sequer teria vaga para a qual voltar. Assim, como não se rompe o vínculo com a administração, o tribunal fica impedido de nomear outro juiz para o posto, mas pode convocar substituto. Se atinge 75 anos durante a punição, o magistrado inativo aposenta-se compulsoriamente, o que libera o posto


 Agência CNJ de Notícias
Resultado de imagem para FOTOS DA LOGOMARCA DO CNJ

CASAL É PRESO QUANDO ASSALTAVA EM PARADA DE ÔNIBUS


                                        Casal de assaltantes preso pela Polícia Militar

Policiais do 20ºBPMMA, prenderam na manhã dessa segunda-feira(13), nas proximidades do Pop Center da Cohab um casal acusado de assaltos em ônibus. A prisão aconteceu quando uma viatura da PM, passava pelo o local e avistou os meliantes em atitudes suspeitas na parada de ônibus, momento em que os policiais pararam para averiguar situação foram informados da prática de assaltos por populares que estavam no local.

Ao revistarem o casal, os policias encontram na bolsa da mulher do acusado, vários aparelhos celulares e uma faca usado nos assaltos, uma viatura para dar reforço foi chamada para a condução do casal para o 6°DP da Cohab para que fosse feita a lavratura do flagrante na quela delegacia e remoção do assaltante para o Centro de Triagem em pedrinhas uma vez que o meliante usava tornozeleira eletrotônica.

Material apreendido pelos policiais



O acusado chegou a dizer que pertencia a facção Bonde dos 40. O sargento Gilson do 20ºBPMMA juntamente com sua equipe realizou a prisão do casal de assaltantes.

A reportagem SJNOTÍCIASMA estava no local oportunidade em que conversou com o sargento Gilson e com o assaltante.


Veja a qui a reportagem








Operações Jornalísticas Investigativas Especiais
                                                                    OJIE



Por: Stenio Johnny
Radialista/Repórter Investigativo
RI/RPJ-MA 0001541

domingo, 12 de novembro de 2017

SECRETÁRIO REALIZA PALESTRA SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA NO AUDITÓRIO DA UFMA



O Secretário de Estado da Segurança Pública do Maranhão Jefferson Portela, proferiu na quinta-feira(09) no auditório da Universidade do Maranhão(UFMA), palestra sobre ação das forças de segurança do Estado no combate a criminalidade. Falou que esse encontro visa a aproximação dos agentes públicos de segurança com os agentes sociais de segurança

Disse que a ação policial é de responsabilidade da polícia e que ação do controle social da violência e crime é uma ação de responsabilidade de todos nós na linha que estabelece a Constituição Federal. Por tanto é um dever de todos e obrigação de cada Estado garantir a segurança ao cidadão e nesse sentido estava sendo realizada a palestra sobre segurança pública destinada a Região Sul de São Luís que compreende a área Itaqui-Bacanga, na presença de representantes dos Concelhos do Pacto Pela Paz, associações da sociedade civil, além de representantes das Polícias Civil, Militar Corpo de Bombeiros Militar e guarda municipal

Falamos sobre a política de proximidade com a comunidade, para juntos fazermos uma análise dos problemas das ruas dos bairros e da cidade,  o efeito das ações se torna mais eficaz quando o agente público de segurança troca ideia com a sociedade Civil, pois o cidadão que mora naquele bairro, sabe mais do que ninguém dos problemas sociais existentes no local onde mora, dando condições ao agente público agir de maneira em que possa realizar uma melhor intervenção policial para solucionar o problema de segurança naquela área. Disse!

Das prisões que foram feitas dos indivíduos pertencentes as quadrilhas que fazem parte do crime organizado que hoje se encontram em liberdade concedida pela justiça, o secretário de segurança falou, que é preciso que haja mais rigor da justiça com os bandidos de alta periculosidade, disse que recentemente um criminoso de alta periculosidade, que foi preso e com ele foram apreendidos 10 fuzis que estavam no interior da lataria do carro que ele se encontrava, foi solto pela justiça sem se quer usar tornozeleira.

Esse e outros bandidos presos pela polícia acabam sendo soltos pela justiça, sem que haja rigor na lei.
"Não Podemos tratar um Fernandinho Beira Mar e um Marcola da forma que se trata um criminoso de rua que comete crimes de menor potencial".  É necessário mudanças no Código Penal Brasileiro, para que esses criminosos tenham penas mais severas. Isso iremos debater no dia 13 em Brasília-DF, com parlamentares e ministros da Justiça e STJ Falou!

Sobre a sua desistência da candidatura a deputado federal pelo PC do B

Jefferson Portela  falou, que política  é uma questão pessoal que pode ficar em segundo plano, que a sua desistência da candidatura é para que ele possa ter um tempo maior dedicado a segurança pública no Maranhão, o que é a prioridade do governador Flávio Dino. Combater a criminalidade, dando maior segurança a população promovendo políticas públicas de segurança ao cidadão maranhense com o total apoio do Governo do Estado. Concluiu!

A palestra sobre segurança pública no Maranhão proferida pelo Secretário Jefferson Portela, faz parte da nova edição da Exposição de Segurança do Maranhão(EXPOSEGMA), que na área sul de São Luis, tem  como coordenador o Coronel PM Oldair Santos da reserva remunerada, que hoje presta relevantes serviços as comunidades, realizando palestra com lideres comunitários, agentes públicos de segurança e acompanhando de perto os trabalhos da polícia comunitária na segurança do cidadão que mora em comunidade carentes.

Em entrevista a nossa reportagem, coronel Odair falou que esse trabalho da Polícia Militar junto as comunidades é muito importante pois através dele é gerado uma interação social entre a PMMA e  a sociedade. Falou que segurança pública não é apenas um caso de polícia, mas sim de integração e ação social e hoje as instituições que integram o sistema de segurança do Estado compostas pelas Polícias Militar, Civil, Corpo de bombeiros Militar e DETRAN, realizam ação social em São Luís e no interior maranhense com o intuito de mostrar a população esse movimento interativo.

O coronel ressaltou que esse trabalho de prevenção através de contato diário com as comunidades mostrando que as forças de segurança estão ao lado do cidadão, não só com aparato policial mas também levando palestras e sobre tudo dando orientação aos jovens como maneira de prevenção para que eles não entrem no mundo das drogas e outras ações sociais que estão sendo realizadas, tem trazido resultados positivos contribuindo para a redução do índice de criminalidade em todo o Maranhão tendo uma queda significativa. 

Falou que em tempos passados a polícia ficava de um lado e a população de um outro lado, hoje o que nós observamos quando nós chegamos nas comunidades, a população conhece o seu policial, graças a esta interação que está havendo entre polícia e cidadão. É Importante que se diga que o policial nada mais é do que um cidadão brasileiro, com a missão de dar segurança a sociedade.

Disse que o sistema de segurança do Estado está envolvido nesse trabalho contribuindo para que o Maranhão tenha dias melhores, com melhor qualidade de vida em um Estado crescente, desenvolvido com um sistema de segurança eficaz para proteger a sociedade que se sentirá mais tranquila e mais segura. Isso nos motiva a dar tudo de nós para que os nossos policiais interaja com sociedade e realize ações comunitárias dando total assistência as comunidades não só na capital mas em todo  Estado. Conclui!

No evento mesa foi composta pelo Secretário Jefferson Portela, Coronel Frederico Pereira comandante Geral da PMMA, Major André comandante do 1ºBPMMA, Delegado Dicival Gonçalves Coordenador Executivo do Pacto Pela Paz, Delegada Viviane Azanbuja, chefe do Departamento de Feminícidio da Polícia Civil do Maranhão, Perito Miguel Alves Superintendente da Polícia Técnico-Científica e o coronel Oldair, Coordenador  da EXPOSEGMA, na área Itaqui-Bacanaga.




https://youtu.be/IqiQczzSroY




ASSISTAM AQUI AS REPORTAGENS


                                                SECRETÁRIO JEFFERSON PORTELA


                                         CEL. PEREIRA COMANDNTE GERAL DA PMMA

 DICIVAL GONÇALVES COORDENADOR DO PACTO PELA PAZ
                                         

DELEGADA VIVIANE CHEFE DO DP. DE FEMINICÍDIO
                                        



                                        MAJOR ANDRÉ COMANDANTE DO 1ºBPMMA


CORONEL ODAIR COORDENADOR DA EXPOSEGMA ÁREA ITAQUI-BACANGA
                                          







                                         
                                            Operações Jornalísticas Investigativas Especiais
                                                                OJIE



                                                                  Por Stenio Johnny
                                                       Radialista/Repórter investigativo
                                                                  RPJMA- 0001541